Untitled Document
visitantes online
NOSSO PROPOSITO: FORTALECER IGREJAS E PASTORES ATRAVES DE CONGRESSOS, ESCOLAS, TREINAMENTOS INDIVIDUAIS,
PATERNIDADE ESPIRITUAL, MATERIAL DE APOIO MINISTERIAL
...CONHEÇA-NOS...
- Página inicial
- O que é o Atos Dois?
- Referências
- Nossa agenda
- Galeria de fotos
- Galeria de vídeos
... 2981 ESTUDOS...
- Apoio para pastores
- Estudos bíblicos
- Notícias
- Reflexões
... EM SUA IGREJA ...
- Escola de Autoridade Territorial
- Escola de Cura das Raízes de Orfandade
- Escola Casal Super
- Escola de Libertação Financeira

... SEU MINISTÉRIO PESSOAL ...
- Seja um representante Atos Dois
- Receba Paternidade Espiritual
- Treinamento individual por Skype
- Coach comportamental
- Janeiro em Teresópolis!
...INTERAJA...
- Cadastro de pastores
- Seja um colunista
-
Dê uma nota
-
Deixe um depoimento
- Contribua com esta obra
- Fale conosco

Deixe Lázaro morrer!
Tipo: Estudos bíblicos / Autor: Pr. Roberto Antoniassi Junior

 
Objetivo: Precisamos identificar as diversas situações que acontecem em nossas vidas e confrontá-las com a morte pois só assim o Senhor poderá realizar o milagre da ressurreição.

Lázaro adoece e a notícia chega até Jesus, no mesmo instante Jesus faz a primeira declaração ao revelar que a situação não acabará em morte. João 11:3 e 4 - Então as irmãs de Lázaro mandaram dizer a Jesus: “Senhor, aquele a quem amas está doente”. Ao ouvir isso, Jesus disse: “Essa doença não acabará em morte; é para a glória de Deus, para que o Filho de Deus seja glorificado por meio dela”.

Assim que Jesus revela sobre a morte e a ida para a Judéia os discípulos reagem com medo da perseguição, então Jesus faz a segunda declaração ao revelar que era bom não ter estado lá, pois assim eles iriam crer. Tomé se revela amigo de Jesus ao se dispor para ir morrer junto com Jesus, mas ao mesmo tempo se mostra incrédulo por não acreditar no que Jesus estava realmente declarando. João 11: 12 a 16 - Seus discípulos responderam: “Senhor, se ele dorme, vai melhorar”. Jesus tinha falado de sua morte, mas os seus discípulos pensaram que ele estava falando simplesmente do sono. Então lhes disse claramente: “Lázaro morreu, e para o bem de vocês estou contente por não ter estado lá, para que vocês creiam. Mas, vamos até ele”. Então Tomé, chamado Dídimo, disse aos outros discípulos: “Vamos também para morrermos com ele”.

Nos versículos seguintes, notamos todo o processo da ressurreição de Lázaro, a compaixão de Jesus e crítica dos judeus que estavam por perto. João 11: 36 e 37 - Então os judeus disseram: “Vejam como ele o amava!” Mas alguns deles disseram: “Ele, que abriu os olhos do cego, não poderia ter impedido que este homem morresse?”.

Ao se dar conta da situação de Lázaro nos versículos 3 e 4 de João 11 ele já revelou como seria o decorrer da história, bastava crer na Palavra dEle e descansar. Jesus sabia que se decorresse um tempo, muitas pessoas estariam por perto da família de Lázaro, inclusive Judeus e foi exatamente o que aconteceu, ao chegar e realizar o milagre muitos creram nEle e o Seu nome foi glorificado por meio da situação.
Desta história podemos tirar uma lição, existem áreas de nossas vidas que precisam experimentar a morte para que Jesus realize o milagre da ressurreição, isso glorificará o nome dEle, mas se continuarmos a insistir em que estas áreas não morram, vamos gastar todas as nossas forças sem solução alguma e o nome de Jesus não será glorificado através das nossas vidas.
A atual posição da igreja moderna pode ser um empecilho no confronto das áreas pois a igreja não aceita mais a derrota e o sofrimento, logo atribui a culpa ao diabo e não suporta experimentar uma aparente morte. Fica um alerta: medo, angústia, infantilidade, imaturidade, inveja, autocomiseração, e outras contaminações podem estar reinando em nossas vidas e somente submetendo elas à morte é que poderemos experimentar o milagre de Jesus. O mesmo acontece quando estamos pastoreando, aconselhando outras pessoas, na intenção de proteger, muitas vezes aliviamos o sofrimento delas e não as deixamos confrontar seus próprios Lázaros, colocamos Lázaro na UTI e deixamos ele vegetando por vários períodos, quando que a saída é deixar Lázaro morrer para que Jesus faça um milagre e o Seu nome seja glorificado.
 

Escrito por: Pr. Roberto Antoniassi Junior (Maiores informações no final da página)
 
Expresse sua opinião sobre o texto acima:
Lembre-se que os artigos deste site não expressam diretamente a opinião do Apóstolo Ricardo Ribeiro, uma vez que temos um grande número de colunistas que, apesar de renomados escritores, representam diversas posições teológicas. No entanto, temos um cuidado especial para que neste site não seja defendida nenhuma heresia, por isso seu contato nos ajuda a manter a integridade de nossos estudos e o cuidado na escolha dos colunistas.
 
Nome: Email: Assunto:
Escreva aqui a mensagem para nossa Administração, sobre o texto que você acabou de ler:
Outros artigos desta coluna:
A aventura de Felipe
Duas Classes De Crente
Congregação dos ímpios.
Quem está no governo? Saul ou Davi?
Características De Um Líder
Resistindo as Tempestades da Vida.
Os três aspectos dos dons da igreja
O Evangelho Que Ninguém Prega
O que você tem feito com o templo de Deus?
 

O artigo acima é colaboração de " Pr. Roberto Antoniassi Junior "
Casado com Andréa Gomes Antoniassi há 8 anos e com 2 filhinhas, a Bia e a Larissa. Somos formados pela Escola deTreinamento Ministerial do Pr. Thomaz Dawson e Georgeana e também pela escola de ministério da Comunidade Carisma, morávamos no ABC-SP e lá trabalhamos como missionários pela igreja Metodista em bairros mais carentes, fizemos programas de rádio com escola bíblica no ar e distribuição de apostilas. Hoje estamos em Osasco e fazemos parte da equipe pastoral da Comunidade Carisma na área infantil, além de pastorearmos um Grupo Caseiro com 35 pessoas.

 
Destaques

:: VOCÊ PODE MAIS ::
Novo livro do Pr. Ricardo Ribeiro, com manancial profundo sobre auto-ajuda e superação. Aquisições através do telefone (21) 996245227



:: CAPACITE-SE AINDA MAIS::
O evento acontecerá durante um dia inteiro (8 as 22 hs) em um Hotel na cidade de Teresópolis, Rio de Janeiro. Os participantes (pastores e líderes) aprenderão técnicas de aconselhamento individual e liderança de grupo dentro de uma linguagem contextualizada, levando assim para sua igreja uma liderança de nível avançado. Se você é pastor, sugerimos que se inscreva e envie seus líderes principais. Virão caravas de vários lugares do Brasil. Informe-se clicando aqui
Desenvolvido por CAQ / A2 Webstudio - Acesse: www.atendimentodequalidade.com.br