Procure um estudo:

Início - Apoio para pastores - Assuntos diversos - Batalha Espiritual - Blog do Pastor - Estudos bíblicos - Teorias de Conspiração


Os três aspectos da Unção

Os três aspectos da Unção
Introdução: A unção nos leva a três níveis diferentes: salvação, serviço e domínio.

I -Precisamos receber as três dimensões dos dons que José recebeu: Primeiro ele teve sonhos, depois interpretou sonhos e por fim, profetizou a respeito do que Faraó teria que fazer e a respeito dos seus ossos. À medida que José adquiriu confiança no Senhor o processo de manifestação da revelação foi mais rápido: ele gastou 11 anos para interpretar os sonhos e apenas 2 para profetizar. O nível da revelação aumenta à medida que a nossa confiança em Deus cresce.
Antes de José governar o Egito, ele teve que aprender a governar a si mesmo nos mais diferentes níveis: emocionais, espirituais e materiais. A vitória de José foi em nível individual: Ele sonhou exaltado diante dos irmãos. Depois foi em nível familiar: o sol, a lua e as estrelas. Através da sua fidelidade à grandeza da revelação sua casa e sua nação foi salva.

II -Precisamos receber as três unções que Davi recebeu: ele foi ungido por Samuel, depois pelas duas tribos do sul e por fim por todo Israel. Nota-se que somente depois desta última unção, a conquista de Jerusalem tornou-se possível. A unção vem sobre os escolhidos e não sobre os voluntários. Todos os irmão de Davi se voluntariaram, porém a nenhum deles o Senhor escolheu. Assim como José, Davi também recebe uma confirmação pessoal do seu chamado e também é exaltado diante dos seus irmãos. Ele salva a sua família e a sua nação. A unção cresce à medida que a responsabilidade cresce. Para cada momento da historia de Davi percebemos uma unção especial e somente após todas as tribos se unirem e ungirem a Davi, o que eu chamo da terceira unção, Jerusalém foi tomada e os inimigos destruídos.

III -Precisamos receber a unção que Elizeu recebeu: Elizeu recebeu unção dobrada, operou milagres em dobro. A unção de Elizeu foi além do superficial e do trivial, ela foi até aos ossos, estabelecendo o propósito de Deus ao ressuscitar o morto. Creio ser esta a nossa maior necessidade hoje. Veremos que há muitos fatos semelhantes nestes fatos relatados:
1. José sonhou que estavam catando feixes no campo. Davi estava com as ovelhas no campo e Elizeu estava arando um campo.
2. José teve três níveis de revelação e Davi teve três níveis da unção.
3. José recebeu de Faraó o anel e Davi foi ungido por Samuel e pelas tribos. Porém você pode observar que Elizeu não foi ungido por ninguém. Deus dá uma ordem para Elias, porém Elizeu recebe a unção ao cair sobre ele a capa. O que há de significativo nisso? José governou. Davi reinou, porém Elizeu operou o sobrenatural. José não opera nenhum milagre.Davi também não. Porém Elizeu realiza 14 milagres.
Coincidentemente, o primeiro milagre de Elizeu foi transformar água amarga em doce. O de Jesus foi transformar água em vinho. Elizeu purificou o leproso Naamã e Jesus vários leprosos.
José teve uma experiencia visível, ele teve sonhos. Davi teve uma experiencia visível, ele foi ungido por Samuel, sentiu o azeite sendo derramado. Elizeu tinha uma promessa: se você me ver sendo levado! Ele tinha que estar atento e olhando para cima porque a unção viria do alto. Ele precisaria ativar a sua fé para alcançar a promessa. Jesus disse aos seus discípulos: É chegado a vós o Reino dos céus, curai os enfermos, purificai os leprosos, ressuscitai os mortos. Antes de subir ao céu, ele disse: ficai em Jerusalém até que do alto sejais revestidos de poder. Estes fatos nos levam a identificar momentos importantes em nossas vidas. Precisamos governar, reinar e operar o sobrenatural em nome de Jesus e isso só é possível se nos disponibilizarmos e nos lançarmos nas mãos do Mestre.

Conclusão: José governou, Davi reinou e Elizeu agiu no sobrenatural ressuscitando o morto.
Precisamos reinar, governar e ressuscitar aqueles que estão sendo lançados na sepultura por este sistema corrompido, com seus valores invertidos. Precisamos dar o proximo passo da fé e alcançar um nível mais alto, de forma tal que possamos viver uma nova dimensão espiritual, conquistando o impossível e atraindo o sobrenatural de Deus.
Precisamos de dons espirituais. Precisamos de unção. Precisamos ter fogo em nossos ossos.

Ref. Bíblicas:
JOSÉ (GEN 37.5- Gen 40.5 Gen 41.33)
DAVI ( 1 Sm 16.13 2 Sm 2.4 2Sm 5.3)
ELIZEU 2 Reis 2.12-15


Pastor João Batista
www.pastorjoaobatista.com


O artigo acima é colaboração de: Pr. João Batista de Souza

Pr João Batista é Pastor da Assembleia de Deus Nova Aliança - ADENAP, na Vila Buritis - Planaltina-DF. Site: www.pastorjoaobatista.com