Untitled Document
 
ENCONTRE O QUE PROCURA:
NAVEGUE NO ATOSDOIS:
- Página inicial
- Nossa agenda
- Pregações em audio
- Galeria de fotos
- Galeria de vídeos
- Quem somos
- Quem nos cobre
- Receba Paternidade (cobertura)
- Sem fins lucrativos
- Apostolado

NOSSOS 3016 ESTUDOS:
- Adoração
- Apoio para pastores
- Batalha Espiritual
- Casamento
- Cura Interior
- Estudos bíblicos
- Jovens libertos
- Libertação Financeira
- Liderança e Discipulado
- Notícias
- Oração e intercessão
- Reflexões

CONTATOS E INTERAÇÃO:
- Cadastro de pastores e líderes
- Seja um colunista
- Dê uma nota para este site
- Deixar um depoimento
- Semeie
- Fale conosco

ESCOLAS ATOSDOIS:
- Escola de Filhos do Reino
- Nova Escola de Batalha Espiritual
- Escola de Guerreiros Territoriais
- Escola de Adoradores
- Escola Jovens Libertos
- Batalha Espiritual no Casamento


online
 

Atenção: Os artigos deste site não expressam necessariamente a visão do Ministério Atos Dois ou do Apóstolo Ricardo Ribeiro. Nosso STAFF de colunistas é formado por mais de 100 escritores muito bem selecionados, no entanto representantes de diversas linhas de interpretação teológica. Verifique com atenção o nome do colunista, de acordo com o estudo ou artigo selecionado para leitura.
Caso você queira conhecer a linha de pensamento do Ministério Atos Dois, procure os artigos escritos pelo Apóstolo Ricardo Ribeiro, ou conheça nossas Escolas e Conferências de treinamento para pastores e igrejas.
Paracletologia ( Estudo do Espírito Santo)
Tipo: Estudos bíblicos / Autor: Pr. Rodrigo M. de Oliveira

 
O Espírito Santo é Deus !

PARACLETOLOGIA, DEFINIÇÃO:

Paracletologia é a união de dois Termos " Paracleto e Logia " os quais significam " Consolador e Estudo ", portanto Paracletologia significa " Estudo do Espírito Santo ".


O estudo da Doutrina do Espírito Santo é muito necessário para o desenvolvimento da vida do cristão, a questão, para nós, não é saber como possuiremos o Espírito Santo, mas como o Espírito Santo pode possuir mais de nós.

NATUREZA DO ESPÍRITO SANTO

PERSONALIDADE DO ESPÍRITO SANTO
O Espírito Santo não é apenas uma influência, força ou energia. Devemos, porém, pensar no Espírito Santo como a Bíblia no-lo apresenta, isto é, como uma pessoa.

Notemos agora o que a Bíblia diz sobre a pessoa do Espírito Santo. A Bíblia nos oferece os 3 atributos de uma pessoa :

1º Atributo de sua personalidade INTELECTO

Isaías 11 : 2 Repousará sobre ele o Espírito do Senhor, o Espírito de sabedoria e de INTELIGÊNCIA, o Espírito de conselho e de fortaleza, o Espírito de conhecimento e de temor do Senhor.
Escolhe Atos 20 : 28, Ensina João 14 : 26, Instrui Atos 10 : 19 - 20, Fala Apoc. 2 : 7

2º Atributo de sua personalidade VOLIÇÃO

I Cor. 12 : 11 Mas um só e o mesmo Espírito opera todas estas coisas, distribuindo particularmente a cada um como quer.
Testifica João 15 : 26, Envia Atos 13 : 2, 4, Impede Atos 16 ; 6-7, Intercede Rom. 8 : 26, Revela II Pe. 1 : 21

3º Atributo de sua personalidade SENSIBILIDADE

Rom. 15 : 30 Rogo-vos, irmãos, por nosso Senhor Jesus Cristo e pelo amor do Espírito, que combateis comigo nas vossas orações por mim a Deus.
Ama II Tim. 1 : 7, Entristece Ef. 4 : 30
Portanto qualquer ser que pensa, que ama, que quer, é uma pessoa.

DEIDADE DO ESPÍRITO SANTO

As Escrituras nos apresenta também o Espírito Santo como um ser Divino ( Não podemos confundir com ser Espiritual ou com algo celestial )
Atos 5 : 3-4 Disse então Pedro : Ananias, por que encheu Satanás o teu coração, para que mentisse ao Espírito Santo... ? Não mentiste aos homens, mas a Deus.

A Deidade do Espírito Santo também é revelada através das qualidades divinas que possui.

Qualidade Divina ETERNO

Heb. 9 : 14 Quanto mais o sangue de Cristo, que pelo Espírito Eterno se ofereceu a si mesmo imaculado a Deus, purificará as vossas consciências das obras mortas para servirdes ao Deus vivo ?
Eterno é não Ter princípio e nem fim.

Qualidade Divina ONISCIENTE

I Cor. 2 : 9 - 11 As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, e não subiram ao coração do homem são as que Deus preparou para os que o amam. Porém Deus no-las revelou pelo seu Espírito; porque o Espírito penetra todas as coisas, ainda as profundezas de Deus. Porque, qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o espírito do homem, que nele está ? Assim também ninguém sabe as coisas de Deus, senão o Espírito de Deus.
Onisciente é conhecer todas as coisas, materiais, espirituais, celestiais e divinas, e também saber explica-las.

Qualidade Divina ONIPRESENTE

Sal. 139 : 7 - 10 Para onde me irei do teu Espírito, ou para onde fugirei da tua face ? Se subir ao céu, lá tu estás; se fizer no inferno a minha cama, eis que tu ali estás também. Se tomar as asas da alva, se habitar nas extremidades do mar, até ali a tua mão me guiará e tua destra me susterá.
Onipresente é tudo estar em sua presença Pv. 15 : 3

Qualidade Divina ONIPOTENTE

Luc.1:35 Descerá sobre ti o Espírito Santo e o poder do Altíssimo te envolverá com a sua sombra.
Sal. 91 : 1 Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo, à sombra do Onipotente descansará.
Onipotente é possuir o poder que não há limites.
Comparar Is 6 : 8 - 9 Com Atos 28 : 25 - 26
Jer. 31 : 33 - 34 Com Heb. 10 : 15 - 16

A Deidade do Espírito Santo também é revelada através das sua ações e obras realizadas.

O Espírito Santo é o Criador : Sal. 104 : 30 Quando envias o teu
Espírito, são criados, e renova a face da terra.

O Espírito Santo criou o homem: Jó. 33 : 4 O Espírito de Deus me fez e a Inspiração do Todo Poderoso me deu a vida.

O Espírito Santo ressuscita : Rom. 8 : 11 E, se o Espírito daquele que dos mortos ressuscitou a Jesus habita em vós, aquele que dos mortos ressuscitou a Cristo também vivificará os vossos corpos mortais pelo seu Espírito, que em vós habita.

O Espírito Santo santifica : I Cor. 6 : 11 Mas haveis sido santificado, mas haveis sido justificados em nome do Senhor Jesus, e pelo Espírito de nosso Deus.

O Espírito Santo confere Dons: I Cor. 12 : 8 - 11 Porque a um, pelo Espírito, é dada a palavra de sabedoria; e a outro, pelo mesmo Espírito, a palavra da ciência; e a outro, pelo mesmo Espírito, a fé; e a outro, pelo mesmo Espírito, os dons de curar; e a outro, a operação de maravilhas : e a outro, a profecia; e a outro, o Dom de discernir os espíritos; e a outro, a variedade de línguas; e a outro, a interpretação de línguas;...
O Espírito Santo convence : Jo. 16 : 8 Quando Ele vier, convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo.

Acabamos de ver estas passagens bíblicas, e é impossível atribuir estes poderes a um ser que não seja Divina. A própria Bíblia foi Inspirada por Ele.

II Pe. 1 : 21 Pois a profecia nunca foi produzida por vontade dos homens, mas os homens santos da parte de Deus falaram movidos pelo Espírito Santo.

O plano de Deus é que todos os cristãos atuais recebam o batismo no Espírito Santo (2.39).

Para realizar o trabalho do Senhor, o Espírito Santo outorga dons espirituais aos fiéis da igreja para edificação e fortalecimento do corpo de Cristo (1Co 12—14).

Estes dons são uma manifestação do Espírito através dos santos, visando ao bem de todos (1Co 12.7-11).

O Espírito Santo é o agente divino que batiza ou implanta os crentes no corpo único de Cristo, que é sua igreja (1Co 12.13) e que permanece nela (1Co 3.16), edificando-a (Ef 2.22), e nela inspirando a adoração a Deus (Fp 3.3), dirigindo a sua missão (13.2,4), escolhendo seus obreiros (20.28) e concedendo-lhe dons (1Co 12.4-11), escolhendo seus pregadores (2.4; 1Co 2.4), resguardando o evangelho contra os erros (2Tm 1.14) e efetuando a sua retidão (Jo 16.8; 1Co 3.16; 1Pe 1.2).

As diversas operações do Espírito são complementares entre si, e não contraditórias. Ao mesmo tempo, essas atividades do Espírito Santo formam um todo, não havendo plena separação entre elas. Alguém não pode ter a nova vida total em Cristo, um santo viver, o poder para testemunhar do Senhor ou a comunhão no seu corpo, sem exercitar estas quatro coisas.

Por exemplo: uma pessoa não pode conservar o batismo no Espírito Santo se não vive uma vida de retidão, produzida pelo mesmo Espírito, que também quer conduzir esta mesma pessoa no conhecimento das verdades bíblicas e sua obediência às mesmas.

O BATISMO NO ESPÍRITO SANTO

At 1.5 “Porque, na verdade, João batizou com água, mas vós sereis batizados com o Espírito Santo, não muito depois destes dias.”

Uma das doutrinas principais das Escrituras é o batismo no Espírito Santo (“batismo no”, ao invés de “batismo com”, o Espírito Santo).

A respeito do batismo no Espírito Santo, a Palavra de Deus ensina o seguinte:

O batismo no Espírito é para todos que professam sua fé em Cristo; que nasceram de novo, e, assim, receberam o Espírito Santo para neles habitar.

Um dos alvos principais de Cristo na sua missão terrena foi batizar seu povo no Espírito (Mt 3.11; Mc 1.8; Lc 3.16; Jo 1.33). Ele ordenou aos discípulos não começarem a testemunhar até que fossem batizados no Espírito Santo e revestidos do poder do alto (Lc 24.49; At 1.4,5,8).

O batismo no Espírito Santo é uma obra distinta e à parte da regeneração, também por Ele efetuada. Assim como a obra santificadora do Espírito é distinta e completiva em relação à obra regeneradora do mesmo Espírito, assim também o batismo no Espírito complementa a obra regeneradora e santificadora do Espírito. No mesmo dia em que Jesus ressuscitou, Ele assoprou sobre seus discípulos e disse: “Recebei o Espírito Santo” (Jo 20.22), indicando que a regeneração e a nova vida estavam-lhes sendo concedidas.

Depois, Ele lhes disse que também deviam ser “revestidos de poder” pelo Espírito Santo (Lc 24.49; cf. At 1.5,8). Portanto, este batismo é uma experiência subseqüente à regeneração (ver 11.17; 19.6).

Ser batizado no Espírito significa experimentar a plenitude do Espírito, (cf. 1.5; 2.4). Este batismo teria lugar somente a partir do dia de Pentecoste. Quanto aos que foram cheios do Espírito Santo antes do dia de Pentecoste (Lc 1.15,67), Lucas não emprega a expressão “batizados no Espírito Santo”. Este evento só ocorreria depois da ascensão de Cristo (1.2-5; Lc 24.49-51, Jo 16.7-14).

O livro de Atos descreve o falar noutras línguas como o sinal inicial do batismo no Espírito Santo (2.4; 10.45,46; 19.6).

O batismo no Espírito Santo outorgará ao crente ousadia e poder celestial para este realizar grandes obras em nome de Cristo e ter eficácia no seu testemunho e pregação (cf. 1.8; 2.14-41; 4.31; 6.8; Rm 15.18,19; 1Co 2.4). Esse poder não se trata de uma força impessoal, mas de uma manifestação do Espírito Santo, na qual a presença, a glória e a operação de Jesus estão presentes com seu povo (Jo 14.16-18; 16.14; 1Co 12.7).

Outros resultados do genuíno batismo no Espírito Santo são:

mensagens proféticas e louvores (2.4, 17; 10.46; 1Co 14.2,15);

maior sensibilidade contra o pecado que entristece o Espírito Santo, uma maior busca da retidão e uma percepção mais profunda do juízo divino contra a impiedade (ver Jo 16.8 nota; At 1.8 nota);

uma vida que glorifica a Jesus Cristo (Jo 16.13,14; At 4.33);

visões da parte do Espírito (2.17);

manifestação dos vários dons do Espírito Santo (1Co 12.4-10);

maior desejo de orar e interceder (2.41,42; 3.1; 4.23-31; 6.4; 10.9; Rm 8.26);

maior amor à Palavra de Deus e melhor compreensão dela (Jo 16.13; At 2.42) e

uma convicção cada vez maior de Deus como nosso Pai (At 1.4; Rm 8.15; Gl 4.6).

A Palavra de Deus cita várias condições prévias para o batismo no Espírito Santo.

Devemos aceitar pela fé a Jesus Cristo como Senhor e Salvador e apartar-nos do pecado e do mundo (2.38-40; 8.12-17).

Isto importa em submeter a Deus a nossa vontade (“àqueles que lhe obedecem”, 5.32). Devemos abandonar tudo o que ofende a Deus, para então podermos ser “vaso para honra, santificado e idôneo para o uso do Senhor” (2Tm 2.21).

É preciso querer o batismo. O crente deve ter grande fome e sede pelo batismo no Espírito Santo (Jo 7.37-39; cf. Is 44.3; Mt 5.6; 6.33).

Muitos recebem o batismo como resposta à oração neste sentido (Lc 11.13; At 1.14; 2.1-4; 4.31; 8.15,17).

Devemos esperar convictos que Deus nos batizará no Espírito Santo (Mc 11.24; At 1.4,5).

O batismo no Espírito Santo permanece na vida do crente mediante a oração (4.31), o testemunho (4.31, 33), a adoração no Espírito (Ef 5.18,19) e uma vida santificada (ver Ef 5.18 notas).

Por mais poderosa que seja a experiência inicial do batismo no Espírito Santo sobre o crente, se ela não for expressa numa vida de oração, de testemunho e de santidade, logo se tornará numa glória desvanecente.

O batismo no Espírito Santo ocorre uma só vez na vida do crente e move-o à consagração à obra de Deus, para, assim, testemunhar com poder e retidão.

A Bíblia fala de renovações posteriores ao batismo inicial do Espírito Santo (ver 4.31; cf. 2.4; 4.8, 31; 13.9; Ef 5.18).

O batismo no Espírito, portanto, conduz o crente a um relacionamento com o Espírito, que deve ser renovado (4.31) e conservado (Ef 5.18).

Quando uma pessoa crê no Senhor e se batiza nas águas, o Espírito Santo vem morar no seu interior. Todos os cristãos tem o Espírito de Deus habitando em seu interior . ( Rm 8:9 ).

Existe porém um momento em que o Espírito Santo opera em nós de forma mais poderosa, nos enchendo de virtude, poder e manifestando seus dons.

Esta experiência é chamada Batismo no Espírito Santo.

Satanás quer contradizer , trazer confusão e anular esta experiência na vida da Igreja. Cada dia surge uma novidade, alguém que pega um texto isolado da bíblia e começa a pregar gerando muita confusão.

Existem muitas idéias erradas com respeito a isto também. Dizem alguns que:

É só para pastores, presbíteros, missionários.

É só para quem atinge um determinado grau de santidade.

É um prêmio, uma recompensa por obedecer ou fazer a obra de Deus.

Precisamos entender que se por um lado, o Dom do Espírito Santo já foi dado a todos que os creram e que portanto não é necessário buscar nem esperar aquilo que o Senhor já deu, por outro lado quando alguém se converte deve ser instruído a respeito deste dom, receber imposição de mãos e se apossar da promessa de tal maneira que ela seja evidente, palpável e consciente.

Vamos examinar tudo a luz da Palavra de Deus e procurar responder as seguintes perguntas :

Quais as base bíblicas para o Batismo no Espírito Santo?
Porque devemos crer que este batismo existe e é necessário para nós?

João Batista disse que Jesus batizaria com o Espírito Santo Mt 3-11
Jesus disse que batizaria At 1:4-8

A promessa se cumpriu At 2:1-4

A promessa é para todos os cristãos At 2:38-39

Os apóstolos encaminhavam os cristãos para isso At 8:14-17

A experiência de Paulo At 9:17

A experiência de Cornélio e sua família At 10:44-47

Os Efésios At 19:1-7

Os textos que falam dos Efésios e dos samaritanos derruba um engano muito grande de que o Espírito Santo só é dados no momento da conversão.

Eles tinham crido e ainda não tinham sido batizados no Espírito. E quando Paulo lhes impôs as mãos foram batizados , falando em línguas e profetizando sem necessidade de ficar "esperando".

O que é o batismo com o Espírito Santo?

Na bíblia esta experiência é apresentada através de vários termos diferentes:

Batismo com o Espírito Santo Mt 3:11 At 1:5

Receber o Dom do Espírito Santo At 2:38 At 10:35

A promessa do Pai Lc 24:49 At 1:4 At 2:33,39

Ficar cheio do Espírito Santo At 2:4

Receber o Espírito Santo At 8:17 At 10:47

Caiu o Espirito Santo sobre …. At 10:44 At 11:15

Derramar do Espírito Santo At 2:17,18,33 At 10:45

Todos estes termos se referem a uma mesma experiência:

O Batismo no Espírito Santo

A Respeito do Espírito Santo como 3ª pessoa da Trindade alguém definiu com simples palavras que considerei perfeita, foram estas:

"Olhe para o sol(Deus), veja a luz que sai dele, luz(Jesus), agora sinta o calor(Espirito Santo).

Tres coisas reais e distintas,sol, luz e calor.

Pai, Filho e Espirito Santo tres pessoas reais e distintas, um só poder, um só Deus."

Leia agora nosso estudos sobre Os Dons do Espirito Santo, publicado aqui mesmo em Atos Dois.

 

Escrito por: Pr. Rodrigo M. de Oliveira (Maiores informações no final da página)
 
Expresse sua opinião sobre o texto acima:
Lembre-se que os artigos deste site não expressam diretamente a opinião do Apóstolo Ricardo Ribeiro, uma vez que temos um grande número de colunistas que, apesar de renomados escritores, representam diversas posições teológicas. No entanto, temos um cuidado especial para que neste site não seja defendida nenhuma heresia, por isso seu contato nos ajuda a manter a integridade de nossos estudos e o cuidado na escolha dos colunistas.
 
Nome: Email:
Assunto:
Escreva aqui a mensagem para nossa Administração, sobre o texto que você acabou de ler:
 
Outros artigos desta coluna:
Nossa Vida, Um Altar Para Deus
Quem Está No Comando?
Deus Prefere Te Ver Alegre
O que você tem feito com o que Deus te mandou fazer?
Enquanto o povo gritava GOL, a Dilma aprovava a LEI DA PALMADA
O Amor Que a Igreja Precisa
Onde existe um Acabe há uma Jezabel ...
O Dia Seguinte do Filho Pródigo
Olhe para a Bola e Tire o Olho da Torcida
O Messias, o Noivo e o Esposo
 

Clique para ler este artigo
O artigo acima é colaboração de " Pr. Rodrigo M. de Oliveira "
Professor de Teologia Sistemática na Cadeira de Apocalipse e Escatologia. Professor no Instituto Teológico Quadrangular.
Conferencista, e consultor teológico. Apologista Cristão Evangélico.
www.rodrigoteologia.blig.com.br
www.escatologia.blig.com.br

 
   

 

 

Escola de Filhos do Reino
Nova Escola de Batalha Espiritual
Escola de Guerreiros Territoriais
Escola de Adoradores
Escola Jovens Libertos
Batalha Espiritual no Casamento
Ajude-nos a continuar:
BB Agência 4398-2 / CC 5525-5 Após depositar não deixe de nos ligar, gostaríamos de agradecer e orar por sua vida: (21) 99624-5227 - Apóstolo Ricardo Ribeiro

Libertação Financeira

[ adquirir ]


O Calendário de Deus - Uma Revelação de Batalha Espiritual

[ adquirir ]

 


Desenvolvido por CAQ / A2 Webstudio - Acesse: www.atendimentodequalidade.com.br